segunda-feira, 26 de novembro de 2018

AS PASQUINADAS E AS TASQUINHADAS DO WHISKY


É já sobejamente sabido que, após muita expectativa e estupefacção, a Procuradoria-Geral da República despertou da sua hibernação e assumiu a missão de investigar quem foi a toupeira ou toupeiras que gravaram e enviaram o áudio ao blogue mercadodebenficapolvo, blogue que é por toda a gente identificado com a escola do crime organizado e administrado por peões dessa escola papal de Contumil e por ela pago.

Se não foi o oficial de justiça, o Procurador do Ministério Pública ou a Juíza Ana Peres – que é tida por Juíza íntegra, absorvida na supremacia da Justiça, insusceptível e insuspeitável de cedência a pressões – foi algum ou alguns dos advogados dos assistentes.

O Dr. Paulo Gonçalves parece ter pedido recato à Meritíssima Juíza!



A este e a outros propósitos, os Benfiquistas interrogam-se dos motivos que levaram o Porto Canal (da prática de crimes) e um seu peão, antigo árbitro no desemprego e carregador de piano na doutrinação papal dos mandamentos da escola do crime de que este papa é sumo pontífice, a constituírem-se assistentes no processo.

Mas em Portugal há muitas destas interrogações sem resposta, nem sequer do Fisco que talvez tivesse uma palavra a dizer.



É verdade que um chefe de claque, macaco assim é ele conhecido, refere agora, ao lado do seu Porsche, que ganha o equivalente a 5 mil euros mensais e é isso que declara ao Fisco! Mas foi, em tempos já idos, acusado de declarar o ordenado mínimo nacional de então, conquanto de Ferrari apetrechado! É um senhor mestre, com 17 valores dados por um júri das redondezas. 17 valores por uma tese sobre a qual uma Catedrática da Universidade de Lisboa disse ter apanhado um susto quando se embrenhou na sua leitura, referindo que ela representava um insulto à Língua Portuguesa e ao desporto nacional – retrato em tese da personagem na vida real – e o bem conhecido Catedrático, Prof. Doutor Manuel Sérgio, acrescentou estar a mesma escrita num português iletrado, analfabeto e ridículo!

Também é verdade que outro chefe de claque mais conhecido por Mustafá declara à volta de 200 euros mensais de rendimento mas consegue ter Porsche e BMW, casinha e outras mordomias não especificadas!

E o tal Perdigão, árbitro no desemprego, consegue, todavia, dinheiro para pagar custas e advogados! Comer e dormir … certamente vale-se das capelinhas de Contumil!



Nada disto é assustador! Tanto quanto se sabe, não se trata de dinheiro roubado porque a especialização versa sobre o roubo da verdade desportiva, o roubo da correspondência privada do Benfica, o terrorismo com expressão mediática em Alcochete – ou alcacete, como bem a propósito já denominaram o acontecimento!



No entretanto, muitos são os que pensam não ser difícil apurar rapidamente os culpados pela violação, mais uma vez, do segredo de justiça! Há muito pouco por onde escolher! Assim o queiram os investigadores mandatados, coisa que, se tivesse o Benfica como suspeito, certamente surpreenderia ainda mais pela celeridade e pelas “insuspeitas e convincentes” conclusões!





O pasquim denominado recorde de mentiras refina no seu relicário infindo. Censor de jornalistas que são de verdade jornalistas, espelha-se nos copistas e pés de microfone, agora tão necessários quanto a evolução tecnológica dispensou os feitos de metal, por vezes enferrujados mas não tanto como os actuais!

Suas patranhadas são lidas por um canudo e os euros produto das suas vendas cada vez os obrigam a atravessar um filtro de malha mais apertada!

Pelo dito canudo e de atalaia se encontram os que, num vagar de interlúdio de coisas sérias, esperam um pequeno divertimento que, já nem provocando sorriso, os sublimem nas importâncias da seriedade de suas vidas.



Pasquim das mentiras é refinadamente criativo nas suas replicações da ilicitude. Conhecedor da paródia nacional da violação de um segredo de justiça que não existe, exibe os méritos que lhe restam e que são a sua marca ferrada a fogo no ADN da sua lombada!

Mente!



Segundo a gravação divulgada, o Dr. Paulo Gonçalves é explícito na afirmação de que distribuía, POR ANO, cerca de 300 bilhetes-convite!

Pasquim das mentiras escreve 2 a 3 MIL CONVITES … POR JOGO, vejam só!!!



Pasquim das mentiras não é de meias tintas! Tal como o nado-morto segredo de justiça, é exímio na “desinfestação” dos leitores! E o resultado do seu patrão aplaude! Este deve, só ao Fisco, a módica quantia de 13,5 milhões de euros!

Não pediu convite ao Dr. Paulo Gonçalves, foi o que foi! De 300 por ano para 2 a 3 mil por jogo, segundo o seu pasquim record das mentiras, ainda sobravam uns tantos! – e emprego no Museu do Benfica! …



Os contribuintes que pagam pontualmente os seus impostos apenas com o produto do seu árduo trabalho, agradecem … ao Fisco, se ele cobrar aos pasquins da mentira tudo o que lhe é devido! 





Mas não só de pasquinadas é feita a vida à volta dos difamadores do Benfica! Também há os que actuam agraciados pelas tasquinhadas dos tasqueiros de bom whisky!



« … reitero a minha indisponibilidade absoluta para alguma vez, no futuro, assumir um cargo remunerado no Glorioso».



Malheiro é um Benfiquista e actualmente ajuramentado obsequiador! Ele, de quem as “más-línguas” igualmente ajuramentam ter comido com fartança à conta do nosso Enorme Eusébio, escrevendo livros e livros apadrinhados pela conta bancária do Rei!

E acrescentam estas “más-línguas” que D. Flora nem por longe nem por perto quer ver e muito menos ouvir falar de tanta “finesse”!



Não, Malheiro é desinteressadamente condescendente! Tanto que, como amável e “abnegado” Benfiquista que se preza, aceitou estar presente no cerimonial casamenteiro do mafioso caluniador e ofendedor do bom nome do Glorioso, o arguido Bruno de Carvalho que gania afanosamente querer o Benfica na segunda divisão!

E, por mor de tanta devoção, agora já se encontram muitos Benfiquistas com dúvidas sobre quem foi o mestre-escola – sem desprimor – que ensinou quem!

Foi o arguido que ensinou Malheiro a caluniar e ofender o Benfica?

Ou foi Malheiro o orientador do mestrado da ordinarice do arguido contra o Glorioso?



A dúvida é assaz legítima, tanto mais tendo em conta a, ao menos aparente, pouca apetência de uma percepção intelectual do arguido, tão comandada por uma atilada compulsão esquizofrénica para a asneira e a diatribe facebookiana que o levou a ser corrido do comando até à sua constituição de suspeito de terrorismo e de mais quase uma centena de crimes.



Malheiro fala também em «dependência ao alpinismo mediático», deixando-nos aguados sobre o saber se fala dele quando fala dos outros!

É que, por um lado, queixa-se da ociosidade de uma gestão que não dá sinais de vida no contra-ataque aos difamadores e se fica nas covas do silêncio!

E, por outro lado, é ele que está sempre disponível para aparecer nos ecrãs dos difamantes e replicantes dos difamantes, conquanto fuja a sete pés quando dá de frente com quem lhe espeta na cara as verdades do seu Benfiquismo que ele não deseja ouvir! 



Termina Malheiro com um anseio que, noutra personagem, seria uma grande virtude apoiada por praticamente todos os Benfiquistas.

Segundo diz, quer um serviço ao Benfica que prime pela «honradez e competência»!

Mas teve um pequeno percalço!

Esqueceu-se de dar o exemplo!...





O já conhecido por “rolha”, Presidente da Liga, Senhor Pedro Proença, informou a Meritíssima Juíza do processo de instrução criminal e-toupeira de que era sócio do Benfica! Preocupadíssimo com a brilhantina, não queria, talvez, que a Meritíssima julgasse o seu depoimento testemunhal de forma parcial, ele que fora arrolado como testemunha pelo Glorioso!



Pedro Proença sabe o que é a parcialidade! Foi bem doutrinado na demanda pela doutrina papal da escola do crime organizado! Pensa-se, aliás, que sua tese neste tema não ficará a dever nada à do seu amigaço macaco!



Pois bem! Que Benfiquista já se esqueceu da sua propensa parcialidade contra o Benfica e a favor do clube condenado por corrupção desportiva que mora para os lados de Contumil?

Que Benfiquista já se esqueceu daquele golo do Maicon, no Estádio da Luz, mais de um metro em off-side?!

Que Benfiquista já se esqueceu daquela grande penalidade que ele, no estádio Dragão e sob o apêndice do túnel do guarda Abel, marcou contra o Benfica e a favor do clube condenado por corrupção desportiva que mora lá para os lados de Contumil e que estava a perder 0-1 e lhe possibilitou o empate e o não comando da classificação pelo Benfica?! Tudo porque o jogador do clube condenado por corrupção que mora lá para os lados de Contumil, bem nas suas barbas, se “atirou para a piscina”?! Tudo tão descarado que esse jogador foi punido com dois jogos de suspensão por ter simulado um “engano” do Senhor Pedro Proença?!



O Senhor Pedro Proença deve ter pensado que a Meritíssima Juíza não viu a sua - dele, “rolha” Presidente da Liga – mediática fotografia abraçado ao macaco em amena cavaqueira de amigalhaços! Amigalhaços tais que o macaco nem nunca sequer sentiu necessidade de enviar os seus gorilas ao Campo de Treinos dos Árbitros da Maia ameaçá-lo e à sua família!

Talvez porque o mesmo macaco, iletrado, analfabeto e ridículo, e que prega sustos aos Catedráticos, tenha reparado na falta dos dentes que o seu benfiquismo lhe granjeou!

E o macaco, nestas mazelas do físico, não é um iletrado analfabeto, não! Ele próprio o confessa!



Fique descansado, Senhor Pedro Proença! V. Exª soube escrever a páginas de oiro o seu idolatrado benfiquismo ao serviço da escola papal do crime organizado e da manipulação da verdade desportiva!

De parcialidade percebe V. Exª muito!

Mas a Meritíssima Juíza é bem capaz de ainda perceber mais!

Principalmente deparando com e olhando de frente para personagens como V. Exª, Senhor Presidente!





Para terminar em beleza, esta direitinha à escola papal do crime organizado!



«Vivem, sonham e dormem a pensar em nós. E nada como desviar as atenções de após vendas e vendas de milhões como se explica um prejuízo histórico. Com um apagão e sumiço de milhões nada como inventar colunas e sons. Onde estão os milhões?»



É bem verdade!

Em Portugal só existe o Glorioso Benfica!

Os outros … bem, os outros são apenas … um Anti-Benfica!

2 comentários:

  1. Força força a desmascarar essa cambada do crime organizado o nome dos bois e um exemplo de democracia e liberdade contra o crime em Portugal. Que Deus te acompanhe sempre na tua guerra ao crime no desporto em Portugal ...

    ResponderEliminar
  2. É um privilégio ler o teu trabalho Coração Encarnado. Nunca deixes de, com a tua capacidade incrível, zurzir nesta canalha que tem por finalidade manchar o bom nome do nosso Benfica. Força companheiro, o teu português cada vez me entusiasma mais. Parabéns.

    ResponderEliminar