quinta-feira, 6 de Novembro de 2014

O piadouro jornalístico dos mandaretes

Há muito que jornais, rádio e televisão, são o coio dos mandaretes de espinha dobrada, ignorantes e em muitos casos, excelentes – a sua única positiva – no pontapear da gramática. Tal coio, dando guarida aos ditos, vai conseguindo o publicitar de sua única prestativa, que daí mais não alcançam seus merecimentos.
Os Benfiquistas bem conhecem a (des)afinada laudatícia do anti Benfica, a agremiação única dos deserdados de clube que antes do ser são do anti ser. 
São a sua, dos Benfiquistas, diversão extra, a bobada da Corte Benfiquista, aquela bobada que diverte toda a Real Corte que se preze de o ser.
E a Família Benfiquista preza-se.



Um Neto, que se diz simpatizante esverdeado, pedia em tempos uma explicação, natural à sua vesguice e à sua vocação do anti. Para ele, como é que se podia afirmar que a Benfica SAD obtivera 14 milhões de euros de lucro, quando o passivo aumentara 9 milhões, apesar de – ou talvez por isso, assim o seu resmungo – confessava o seu estrabismo, este vir em letras pequeninas?!
Assim não, concluía na sua escrevinhada de sabichoso! Feitas as contas, tal propagandeado lucro seria de somente … 5 milhões!

De contas é forte o dito Neto! Ou parece! Vamos entrar um pouquinho no seu joguito da carica, supostamente amesquinhador. Supostamente, porque suas faculdades nem a tanto …

Sendo certo que o passivo aumentou 9 milhões, também o activo – isto somos nós que escrevemos porque conseguimos ler tudo – aumentou em 24 milhões de euros. Feitas as contas à moda de Neto, então o lucro não seria de 14 milhões mas de 29 milhões!

Não podíamos esperar, porém, que Neto fizesse esta pequena demonstração. Se o passivo, para a sua vista curta, estava escrito em letras pequeninas, o activo estava em letra invisível!
Tal como o facto singelo de um perdão de dívida não ter conduzido a SAD de sua madrasta inclinação – a sua mãe verdadeira é a anti – a uma diminuição do seu, dela, madrasta, passivo.
Talvez tivesse sido um efeito dos apregoados míseros euros de lucro!
                                                                                                                                                                                                    

Uns falam, outros querem. Só os grandes não precisam, nem de falar, nem de querer, porque … JÁ O SÃO … SEMPRE O FORAM E SERÃO!

Só desfibriladores são 17 e cobrem todo o universo da sua prática desportiva, seja em casa (estádio, pavilhões, complexo de treinos e jogos – Seixal e Pupilos do Exército – seja acompanhando as suas equipas – equipa A, equipa B e Juniores.
Uns, pura e simplesmente não têm! Outros, têm um ou dois mas não os usam … e os seus adeptos morrem no estádio …

Tudo isto se compreende. Não se pode exigir que a auto proclamada “maior potência nacional desportiva” – que ninguém conhece nem sabe por onde anda a não ser os próprios proclamadores visionários – tenha desfibriladores espalhados pelas suas tabernas de bisca lambida.



Segundo se ouve por aí falar e escrever, parece que o “Braga” vai inaugurar a sua caixa de segurança com os adeptos verdes.
Será sua sina?
Talvez, mas não deixamos em claro a contradição. Julgam-nos “leões” quando são apenas “lagartos”, assim o demonstrou há pouco seu vizinho – do “Braga”, queremos dizer –Vitória de Guimarães!



Mister tradutor, em sua primeira função, conhece de promessas muito, quem são e onde estão!
E de certezas também, claro!
Talisca? Oi, isso já era ... há que tempos!
Ora reparem!

Assim que o nosso tradutor – tradutor, nas primícias da sua função futeboleira – chegou ao Real Madrid, logo dispensou Rodrigo e a seguir, Garay. 
Não eram promessas …
Jesus, com graves problemas gramaticais, que ele não atina com a gramática – e um tradutor ou ex sabe da coisa … – chamou-lhe um figo e o Benfica, empregador do treinador às voltas com a gramática, agradeceu … mas não retribuiu, que o tradutor, ou ex, é um sabichão!  



Já nem sabemos se um dito jornal se pode nominar de “record” … de mentiras … se de “o esquecediço”, por compulsão, entenda-se! Mesmo hoje, deu-nos duas soberbas demonstrações de definhamento de sua massa cinzenta recordatória.
Numa delas, assinalava:

«Sporting e FC Porto empurram Portugal para o 4.º»
«As vitórias de Sporting e FC Porto traduziram-se num salto de Portugal para o 4.º posto do ranking da UEFA»

Noutra, e em título de capa, expressava ensandecido:

«Há 20 anos que uma equipa portuguesa não marcava 4 golos a um adversário alemão».

Exultava com uma vitória por 4-2 do seu amásio do Lumiar e esquecia, sandeu, a sua outra capa há menos de 5 anos – mas isso é muito tempo para uma memória tão atrofiada! – em que expressava:
«Benfica 4  0 Hertha
«Benfica despacha alemães com novo massacre na Luz»,
«4 bolas de Berlim»

Quanto ao seu primeiro declínio memorial, pouco importa que o seu sandejar não considere as vitórias do Benfica para o ranking nacional junto da UEFA. Basta que contem para o ranking do Glorioso!
E contam, que ele se encontra no 5º lugar individual desse ranking! E os empurradores estão lá para trás!

Quanto ao segundo … é próprio do seu definhamento!

Com influência só ao nível do seu pobrete!

terça-feira, 30 de Setembro de 2014

A MENTIRA







PS: "Surripiada" (sem autorização mas o caro companheiro não me vai levar a mal pela divulgação da MENTIRA DO SÉCULO que é obrigação de todo o Homem decente, Benfiquista ou não), do Blogue, 
" http://xutonaxinxa.blogspot.pt/" 

domingo, 7 de Setembro de 2014

A CULPA É DO MÉDICO ... DEMITIDO!






DEMITAM O ... MÉDICO!

CARAGO!

quarta-feira, 3 de Setembro de 2014

O JORNALISTA E O JORNALEIRO

Acabada a época do arraial, descansados do foguetório tonitruante, é tempo de uma sinopse. O Benfiquista está farto da gargalhada, presenteado que foi (e é sempre, por graça do Glorioso) pelos imensos bobos que pululam na corte dos “media” em seu frenesim de truanice.



Em Portugal há muito pouco jornalista e rebanhos de jornaleiros. Aquele, munido de seu sentido ético, recata-se no rigor, na objectividade e na verdade do seu noticiário e do seu sentido crítico. Este, sem ofensa do que na terra retira o sustento de seu empregador e o seu, baba-se na jorna que o seu mercenarismo se esforça por magicar, no delírio fecaloide de sua ética, no rastejo que adquiriu em sua gestação.
Vamos a factos do jornaleiro.



No chafurdo palavroso do jornaleiro, a frase “campeão nacional” escapuliu-se, julgando, em sua cloaca bafienta, que os Benfiquistas ficaram órfãos do seu CAMPEÃO.
Asnos!
Asnos ao quadriplete que tal ou tais frases em bocas inundadas de surro ficariam tão conspurcadas que … assim é melhor! Ficam o Benfica e o Benfiquista em ambiente mais sadio! E os jumentos mais empanturrados na sua asnice.

Na sua embófia, o jornaleiro arrimadiço faz algazarra com o “comboio” sérvio e goza do orgasmo provocado pela alforria afiançada de uma uefa prostituída nos contentores de espanholada.
Se bem me lembro, é a mesma uefa que, atacada de delirium-tremens em tempos não muito idos, afiançava em sua alucinação não admitir batoteiros corruptos em suas provas futebolísticas.
Parece, porém, que por vezes é preciso ter cuidadinho como se olha para esta bastarda, não vá o mirante ser castigado pela sua mirada de destempero ao alforreca que a encima.

Jornaleiro há que, ufano de sua ignorância ao serviço da jorna, escrevinha ser “Enzo esperado esta quinta-feira em Valência” …
É certo que (quase) todo o alucinado tem um reflexo de sinapse e os seus neurónios até podem magicar algo num vislumbre de luz. O jornaleiro de cima bem que podia nebulizar a sua quinta-feira.
Não foi o caso. A sua quinta-feira era, assim o atestou, a do dia 7 de Agosto!
O avião transportador fez greve ao seu devaneio. E a jorna desse dia …

Novidade, ou nem por isso, é haver jornaleiro que, em nome de qualquer clube ou clubezeco e sem procuração, já se sente com esperteza (saloia) de desmentir o Maior, o Glorioso. Quem desmentiu a oferta de Oblac à proveniência?
Não foi o seu clubezinho actual, foi um jornaleiro qualquer como qualquer puta ofendida que se preze.



A carraça é um bicho nojento e repulsivo que deve ser tratado em banho de frontline. É um parasita que, nas suas “certezas” de cágado, regurgita mais de noiva rejeitada do que de acerto nas suas previsões de sanguessuga.
A parasitagem está justificada. Com alucinações tamanhas nunca ganhará o euromilhões.

 

Bruno das nádegas é uma cigarra cuja cantiga vai tornando a vida menos penosa para os Benfiquistas num país de cortes de tudo quanto é seu bem-estar, proporcionando-lhes minutos de lazer com sua verborreia de bisonte esganiçado. Uma vez por outra, cai em si e diz um acerto, tal a menção sobre o presidente da filha bastarda da imortal Associação Académica de Coimbra que está sempre à espera do comando que o faça virar a cabeça para a esquerda ou para a direita.
Mas errou no número das nádegas o que não admira porque errar é o seu verbo. Cigarrou duas nádegas, mas esqueceu-se das nádegas do Carrilho que, de resto, lhes deram bom presunto. Quem não esteve pelos ajustes foi Artur o qual, perante milhões, lhe estampou a cegueira das suas previsões, em directo e ao natural.



E, por mor do Amor ao Glorioso! Não se venha agora desculpar o inventor das nádegas do Carrilho com as grandes penalidades ou outras defesas bem conseguidas. Se não é essa a sua missão natural, se não é para isso que ele lá está e lhe pagam, então entregue-se-lhe guia de marcha!

O que não é de sua missão é agora andar a descobrir nádegas de quem quer que seja! Para isso, já temos Bruno das nádegas! 

quinta-feira, 3 de Abril de 2014

A descoberta da intenção ... sem intenção

A maior descoberta do século XXI é portuguesa, graças a Deus. Veio ela prestigiar alguns "investigadores" da "doutíssima" justiça desportiva portuguesa e um conselho de amigos dos intencionados sem intenção!

Ao que consta, parece ainda não haver atribuição de prémio Nobel para a filosofia e para os filósofos. Se houvesse, a sua atribuição nunca mais sairia de Portugal porque alguns portugueses são mestres renitentes na dita.

De facto, qual o(s) filósofo(s) que mais poderia(m) descobrir uma intenção ... sem intenção?
Uns ditos justiceiros de um conselho de amigos!
E só em Portugal! 

quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2014

Os "ratos" das Antas

Na sua edição on line, o senhor censor Serpa esqueceu-se hoje do lápis vermelho. De facto, deixou que o seu jornal publicasse:

... BENFICA
Dragões já estão em Frankfurt ...


O BENFICA é o MAIOR CLUBE DO MUNDO em associados, é o MAIOR CLUBE DE PORTUGAL, é o MAIOR EM MUITAS E MUITAS COISAS.

Mas tenha lá um pouco de paciência, senhor censor Serpa!

O BENFICA NÃO TEM NEM QUER TER RATOS!




PS a) : E eu que até julgava, como a grande maioria dos Benfiquistas, que eles, os ratos, estariam, por estas horas, em LEVERKUSEN!

Ou seria em DORTMUND?!!!


PS b) : Parece que o senhor censor Serpa acordou mesmo, mesmo agora!

segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2014

Só os ratos é que fogem ...

Mito ou verdade?

VERDADE!

Uns fogem da PSP, outros fogem das matracas dos macacos, outros fogem dos arrastões das estações de serviço nas autoestradas, outros fogem do afundanço das contas!...


Ah! E já me esquecia!!!


OUTROS FOGEM DA JUDITE PARA VIGO!